8 de abril de 2014

13

Águas Amargas de Março..

Sempre gostei de atribuir cores a coisas abstratas e para o mês de março deste ano , há algumas cores.
Amarelo da cor da pele de minha vozinha no leito de hospital, o verde do cemitério onde sepultamos meu tio e o cinza do segundo cemitério , no qual minha rainha mor foi enterrada. Também há o branco das flores que cobriam seu corpo pequeno e do meu tio 3 dias antes. Ah março! Você foi cruel...
Na semana após o carnaval , minha avó materna já estava internada há alguns dias, protelei o máximo que pude minha visita, não suportava o fato de vê-la sofrendo, mas nesta semana eu  fui, fiz uma oração no elevado e pedi que papai do céu me desse forças para não chorar na frente dela.
A encontrei dormindo, sua pele tão amarela, seu abdomem tão inchado, meu coração gelou. Ela acordou e não me reconheceu, me identifiquei e ela abriu aquele sorriso que só avó sabe dar para uma neta. Começamos a conversar, falamos sobre a doença, o hospital, as visitas, falamos também de coisas boas, mas minha agonia era tanta que me lembro de poucas. Ela perguntou do meu marido, do Samuel. Contei das estripulias que ele aprendeu recentemente, falei da AACD e de como era diferente da ultima fisioterapia que ele fizera e que ela , algumas vezes , acompanhara. Ao ouvir de seu bisneto ela sorria ainda mais gostoso e dizia palavras de engrandecimento e gratidão a Deus como sempre fazia.
Ajudei-a se sentar , lhe ofereci água, beijei suas mãos , acariciava seu rosto...
Logo avistei uma biblia e me prontifiquei a ler alguns versos para ela e o fiz com o nó tão grande na garganta que nem sei como conclui a leitura.
Nos despedimos com um cheiro no "cangote", ah, como seu cheiro era bom, doce, peculiar!
Fui embora e chorei , chorei todas as lágrimas que segurei nos minutos que estive com ela.
No domingo seguinte a esse episódio, fui à casa da minha mãe  e lá recebemos a notícia, meu tio, irmão do meu saudoso avô, havia falecido!Um choque, uma lembrança, várias lembranças, o choro...minha vozinha seria a próxima??
Juro que me veio à mente "bem que minha avó poderia esperar nosso coração se acalmar para ir", ri com o pensamento egoísta e mórbido.
Na segunda feira, fomos ao velório e como sempre em velórios de servos de Deus, foi dolorosamente lindo. Houve palavra, louvores que nos lembravam que nosso descanso não é aqui, que nossa morada não é nesta terra. Deus tem preparado um lugar glorioso para nós junto a ele, onde não haverá mais morte nem choro!!
Após o sepultamento de meu tio, fui ao hospital rever minha rainha, dessa vez fui com minha mãe. Como ela havia piorado! O amarelo de sua pele estava mais relusente, sua barriga era gigantesta, suas mãos tremiam, sua voz era baixinha...
Novamente a beijei, toquei suas mãos, dessa vez estavam frias, prenunciando o que haveria de vir. Ela suava. As vezes soltava um gemido de aflição.
Avistei seus pequenos pés, estavam tão secos! Peguei o hidratante e massagei-os com cuidado. A textura , jamais vou esquecer.
Logo chegou um irmão da igreja, viera trazer a Santa Ceia do Senhor para minha velhinha participar pela última vez. Ela se sentou com muita dificuldade na cama e já começou a falar com o pai celestial. Louvamos baixinho, foi lida a passagem bíblica referente a Ceia e para que minha vovó conseguisse comer o pão, o irmão o mergulhou no suco e deu para ela somente um pedacinho. Oramos, choramos, sentimos Deus! Quando olhei para a rainha ela estava prestes a regorgitar a migalha de pão que tentara comer, seu organismo não aceitava nenhum alimento. Chorei.
Dei o último beijo em minha avó com vida no fim dessa tarde de segunda-feira.
A dor tomou conta de mim. Meus pensamentos pairavam apenas sobre ela e minha mãe.
No dia seguinte, outras coisas me aborreceram. Cheguei em casa depois do trabalho e fui orar.
Ajoelhada aos pés de Jesus eu disse: "SEnhor, sempre venho a ti com dores minhas, como meus problemas e meu egoísmo, mas Deus essa dor não é minha, é da minha vozinha, é da minha mãe que sofre ao vê-la sofrer,  responde a minha oração que te faço , cura a dor da minha avó"...
Foi uma oração tão intensa, sem o egoísmo que costuma rodear minhas petições.
Nessa terça-feira eu não quis saber de mais nada, marido chegou, ficou com o Samuel e fui deitar, cochilava e acordava muitas vezes durante a noite.
Às 5:00 horas da manhã me levantei e justamente no momento em que a alma da minha querida vozinha partia para a eternidade. Deus respondeu minha oração. À sua maneira.
E naquela tarde de quarta-feira, mais um glorioso velório, com palavra de Deus, louvores falando da eternidade com cristo.
Ao ver seu corpinho no caixão, aproximei-me e disse: "Ah minha véia!" , como sempre fazia quando a encontrava. beijei sua testa, toquei suas mãos, a textura de outrora já não existia.
Seu semblante era tão sereno! O amarelado havia sumido. Ao prestar mais atenção, notei seu vestido, o mesmo que ela usara no meu casamento! E de novo, chorei.




13 comentários:

  1. Sentimentos Aline... Em Cristo, o morrer é ganho,como disse o apóstolo Paulo. Que o Espírito Santo conforte vossos corações. Fica na paz do Senhor Jesus.

    ResponderExcluir
  2. Li seu texto e fiquei arrepiada!!!Que Deus possa confortar seu coração.

    ResponderExcluir
  3. eu chorei ! q triste q Deus conforte seu coração e da sua familia bjs

    ResponderExcluir
  4. Meus sentimentos flor! Nós cristão sabemos e cremos que nosso descanso e morada eterna é na casa do Pai, mas infelizmente nunca estamos preparados. Que o Senhor cuide de vcs. força, bjs

    ResponderExcluir
  5. Meus Sentimentos!!! Não tenho nem palavras para estes momentos, sinta meu abraço que de longe de dou com todo meu carinho.
    Deus dê força para toda sua família.

    ResponderExcluir
  6. Sei que deus esta cuidando de vcs! Me emocionei c seu post. Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  7. Esse mês também teve dias em que achei que minha vózinha não iria mais aguentar tantas lutas e enfermidades, mas Graças a Deus ela está bem melhor! Fico pensando e não consigo imaginar a minha vida sem a minha mãe, e sei que a minha mãe tbem não consegue se imaginar sem a dela... que Deus conforte o seu coração minha amiga!

    ResponderExcluir
  8. deus esteja contigo e sua familia que ajude vocês a passar por esse momento difícil.

    ResponderExcluir
  9. Sinto muito,que Deus conforte o coração de vocês!

    ResponderExcluir
  10. Meus sentimentos Aline...
    Sabia que ela estava doente já...
    Que Deus esteja dando a força necessária para vocês, entendo que a saudade é grande. Perdi minha sogra também em março.

    abraços

    ResponderExcluir
  11. Primeiramente, meus sentimentos, que Deus conforte o seu coração e da sua família! Lendo o seu relato lembrei muito do que vivi no ano de 2013, em três meses morreram 3 pessoas da minha família, pessoas estas muito especiais na minha vida: minha tia ( faleceu no réveillon, enquanto muitos comemoravam, nós chorávamos a dor da sua partida...), meu avô e minha tia... O meu avô morava em outra cidade, minha mãe me chamou para visitá-lo no hospital e eu disse que não ia pois iria fazer prova para concurso, então ia ficar revendo algumas coisas, ia outro dia, mais desligando o telefone, pensei bem e decidi ir, foi a melhor coisa que fiz na vida... Chegando lá, só tinha eu visitando e foi tão especial esse meu encontro com meu avô, conversei tanto com ele, falei o qto eu o amava, orei com ele, ele qdo me viu queria muito falar comigo, ficou aflito e eu o acalmava, ele pegou a minha mão e assim ficou segurando, tive que sair, pois tinha chegado outra pessoa para visita-lo, dei tchau para ele e ele levantou a sua mão e acenou e eu saí do quarto, acompanhando-o com o meu olhar com medo de ser a última vez que o veria e assim foi, no outro dia acordei cedo para fazer a prova e assim que sai, entrei no carro, o meu marido me contou que ele havia falecido, chorei muito ,de alegria por ter me despedido dele e tristeza por perder uma pessoa tão especial, a pessoa que visitou ele depois de mim, disse que ele já não estava reconhecendo e nem interagindo.... Graças a Deus meu avô era um homem de Deus, isso é o que nos conforta! Sua vozinha foi morar com Deus! Bjs e desculpe por escrever tanto... <3

    ResponderExcluir
  12. Lamento e me alegro por serem servos, o velório de um servo é cheio de certezas, eu homenagiei minha mãe em grande, foi uma despedida muito gloriosa, e tbm agarrei a oportunidade de ler na Bíblia Tessalonicenses 4, citei q todas aquelas promessas serão cumpridas, sitei o vers. q fiz q Deus ñ é homem q mente, os participantes ficaram maravilhados, oramos o pai nossos, teve pombas branquinhas, pétalas, uma cartinha do meu filho onde dizia: - Vó a senhora ñ morreu, só morremos quando ngm mais lembra de nós. Minha mãe mereceu!
    Sua oração foi muito significativa.
    Gosto muito de como vc expressa seus sentimentos me indentifivo demais com sua forma de expressar o q sente, sempre muito sincera!
    Sinta-se abraçada.
    Tudo nesse mundo chega e passa, é bíblico, mas dói demais perder quem amamos!

    ResponderExcluir

JÁ GASTOU UM TEMPINHO LENDO. NÃO CUSTA NADA DAR UMA COMENTADINHA NÉ!!!!